Finalizando as ações do ‘Outubro Rosa’, Cassems entrega lenços para pacientes com câncer de mama

Foi com esse propósito que a Cassems convidou as pacientes com câncer de mama para participarem de um encontro, na tarde da última segunda-feira (30).

Por: Assessoria

DSC_1941_1

O mês de outubro está no fim, mas as ações preventivas realizadas pela Cassems são contínuas. Foi com esse propósito que a Cassems convidou as pacientes com câncer de mama para participarem de um encontro, na tarde da última segunda-feira (30). O evento faz parte das ações do “Outubro Rosa” e tem como objetivo possibilitar a troca de experiências entre as pacientes. O encontro aconteceu na Clínica da Família e, além das beneficiárias, teve a participação da diretora de Assistência à Saúde da Caixa dos Servidores e de toda a área técnica do suporte e atendimento aos pacientes oncológicos. Ao fim do evento, as pacientes ganharam lenços, em alusão ao “Outubro Rosa”, mês dedicado ao combate e a prevenção do câncer de mama.

Durante todo o mês de outubro, a Cassems realizou diversas ações com o intuito de salientar a importância da prevenção e da realização dos exames periódicos, além da necessidade de oferecer um acolhimento humano a essas pacientes. A beneficiária Ana Cristina Subtil destaca justamente esse atendimento diferenciado oferecido pela Caixa dos Servidores, desde o primeiro momento.

“Essa iniciativa de nos reunir é ótima e é a primeira roda de conversa que eu participo. Estou em tratamento há dois anos e, nesse tempo todo, eu tive um cuidado muito grande por parte da Cassems. Nunca perdi uma noite de sono pensando que a Cassems pudesse me negar um exame, pelo contrário, sempre fui muito bem atendida. Quando eu descobri o nódulo, eu estava na Cassems da Via Park e fui muito bem acolhida. Porque na hora do diagnóstico, a gente perde o chão, e o atendimento oferecido a mim foi ótimo. Todos são pessoas muito bem preparadas. Quero fazer um agradecimento especial à equipe de Oncologia, pelo atendimento humanizado que a gente recebe”, agradece Ana Cristina.

Nídia Oliveira dos Santos foi diagnosticada com câncer de mama há cinco anos e, para ela, trocar experiências é muito importante, principalmente para compartilhar forças para lutar contra a doença.

“Foi uma experiência muito boa, porque você ouve as histórias das outras pessoas, conta a sua, então, você consegue dar força aos outros e pegar a força deles para a gente; é uma troca. Eu acho que esse tipo de encontro é muito importante, porque têm pessoas em vários estágios da doença, algumas no início do tratamento, outras terminando e outras na metade, enfim, podemos saber de todas as fases do tratamento. Tudo que eu precisei durante o meu tratamento a Cassems me atendeu”, lembra Nídia.

Já para a beneficiária Genisia Garcia Elias, o diagnóstico de câncer é um choque para qualquer pessoa, mas o apoio da Cassems dá força e segurança para que o tratamento ocorra da melhor forma possível.

“Para mim, foi muito importante ter participado desse encontro, porque eu tive a oportunidade de falar sobre o assunto e também de ouvir outras pessoas que têm o mesmo problema. No começo, a gente acha que é um bicho de sete cabeças, mas com o apoio do nosso plano de saúde eu me sinto fortalecida. Eu coloco em primeiro lugar Deus, depois a família e a Cassems, por ela estar com a gente sempre”, conta Genisia.

Para a diretora de Assistência à Saúde da Cassems, Maria Auxiliadora Budib, encontros como esse são uma extensão dos cuidados oferecidos pela Caixa dos Servidores aos pacientes oncológicos.

“Hoje, a gente realizou a primeira roda de conversa com as mulheres portadoras de câncer de mama. Nós tivemos a ideia de realizar esses encontros porque, primeiro, uma passa para a outra a sua experiência pessoal com a doença e, segundo, também para abordarmos as fases do tratamento e os riscos de não se cuidar. Ao fim do encontro, nós entregamos um lenço que é uma simbologia ao Outubro Rosa, porque nós não só alertamos sobre a necessidade da prevenção, da mamografia e do autoexame, mas, também, que as pacientes que estejam com o diagnóstico, sejam bem acompanhadas, acolhidas, merecedoras dos nossos cuidados”, pontua.

<

Copyright © Tribuna1.com - Todos os direitos reservados. Não nos responsabilizamos pelo conteúdo de sites externos.