Você está cansado…

the-love-of-god

 

Se você está cansado, desanimado. Se você se sente rejeitado por tudo e todos. Então eu tenho uma grande notícia para você: Deus firmou um pacto contigo por toda a vida. Seu amor supera todas as coisas.

Para reforçar o que estou dizendo quero lembrar você de um texto do Profeta Isaias que diz assim: “Será que uma mãe pode esquecer do seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Embora ela possa se esquecer, eu não me esquecerei de você! Veja, eu gravei você nas palmas das minhas mãos…” – (Isaías 49.15, 16).  Isso não é fantástico?

A pergunta com que este texto inicia é provocadora: “Pode uma mãe esquecer-se de seu filho”? Abandonar sim, esquecer é quase impossível. Mas, mesmo que acontecesse, o Senhor afirma: “Eu não me esquecerei de você”. O amor Divino transcende qualquer forma de amor humano, mesmo o de uma mãe para com o seu filho.

Quantas vezes em nossas dores, ansiedades e fraquezas afirmamos: Deus não me ama, Deus esqueceu que existo, se Ele me amasse não estaria passando por esta situação. A lista de murmurações às vezes é imensa.  Mas a verdade é que Deus não Se esquece de nós. Seu amor é eterno. Sua fidelidade é real. Sua graça é indizível. Seu perdão é constante. Sua misericórdia não tem fim. Ninguém que O tenha invocado pela fé, se decepcionou. Murmurar é acusar, se opor a Deus. Ninguém que viva um estado de murmúrio é feliz.

Os filhos de Deus são especiais. Primeiro porque aceitaram voluntariamente esta condição. E por isso, Ele não abandona nenhum, ainda que às vezes nos sintamos assim. Deus é Pai e amigo silencioso que nos compreende e protege. Somos pequenos, mas Ele é grande. Somos limitados, mas o Pai é infinito. Somos fracos, mas o Senhor é forte. Ele escuta os desejos mais íntimos. Ele pode suprir “todas” as nossas carências quer físicas, materiais e espirituais.

 

Se ainda existe alguma dúvida sobre o amor de Deus então eu pergunto: Há declaração de segurança maior do que: “eu gravei você nas palmas das minhas mãos”? Será que não podemos ver as mãos crucificadas de Jesus? Existe, por acaso, outro lugar melhor para se estar, do que nas “conchas” das mãos do Todo-Poderoso? Da mesma forma como alguém, em cuja mão foi tatuado um nome, onde o vê constantemente, assim estamos nós diante de Deus.

Nunca se esqueça de que Jesus, o Filho de Deus, passou por momentos de profunda solidão. Antes de morrer todos os discípulos O abandonaram. Nem sequer Seus íntimos amigos confiaram nEle.  Nem mesmo os que foram beneficiados por algum milagre.  Desprezado por todos, caminhou sozinho à cruz. E no momento mais grave, exclamou: Deus meu, Deus meu porque me desamparaste? – Mateus 27.46. Mas tudo isso foi necessário para que pudesse: Ressuscitar triunfante, nos salvar, nos perdoar, nos compreender, escrever o nosso nome no livro da vida, nos fazer companhia nos momentos mais difíceis e nos levar ao lar eterno. Por isso lembre-se: Deus não se esquece de você.

Faça isto, examine as possibilidades, experimente a amar e se importar com as pessoas e verás como tua vida também será melhor e com maior sentido, pois pais e mães intercedem por nós. Tenham uma abençoada semana. Nosso endereço: Rua Lúcio Nunes Stein esquina Benjamim Constant.

Erivelton Demari – Pastor na IECLB – eriveltonsdemari@yahoo.com.br – WWW.luteranos.com.br

<

Copyright © Tribuna1.com - Todos os direitos reservados. Não nos responsabilizamos pelo conteúdo de sites externos.