CRIE: (CRISE – S = CRIE)

marketing-digital-em-tempos-de-crise-1200x480

 

Se você está “antenado” as últimas notícias, principalmente do mercado. Se você tem acompanhado a instabilidade de moeda, a alta do dólar, as repercussões do lava jato, você vai, com certeza, me dizer que estamos passando por uma enorme crise. Mas que crise? Por falar em crise, você acredita em CRISE?

A crise é um termo que se ouve, se lê e se vê praticamente todos os dias, em quase todos os meios de comunicação. Pois, basta que você ligue num canal de televisão, sintonize uma estação de rádio, abra um jornal e lá está estampada uma manchete que não deixa dúvidas. E um fato curioso é que sempre surgem os profetas de plantão, consultores, amigos e um monte de gente que vive proclamando a crise por todos os lados.

Por outro lado, existem muitas pessoas que, se você lhes perguntar: Como andam as coisas? Como estão os negócios? E, eles te surpreendem como respostas como: – Estão melhorando bastante. Acredito que este mês vai ser bem melhor que o mês passado. Ou. – Nunca estiveram tão bem como estão atualmente.

Por isso, eu o desafio hoje a escrever a palavra CRISE num papel, depois você tire dela a letra “S” e você verá que a palavra que esta diante de ti é: CRIE. (CRISE – S = CRIE). Você entendeu o que eu quis dizer? Para transformar qualquer situação de CRISE, você deve aplicar esta pequena fórmula e usar a criatividade. Assim você pode mudar o seu cenário. Mas tem outro detalhe muito importante! Não dê ouvidos aos muito entendidos no assunto de crise. Pois de tanto ouvir você pode se deixar levar por eles.

Vou compartilhar uma pequena história Creio que muitos de vocês já a ouviram, mas mesmo assim, atrevo-me a compartilhá-la. Havia um homem que vivia a beira duma estrada vendendo cachorros-quentes. Ele não assistia Tv nem ouvia rádio, e, por deficiência de visão, não podia ler jornais, mas, em compensação, vendia bons cachorros-quentes. Colocou um cartaz na beira da estrada, anunciando a mercadoria, e ficou por ali, gritando quando alguém passava: “Olha o cachorro-quente especial!” As pessoas compravam muito e ele aumentou os pedidos de pão, de salsichas, acabou construindo uma boa mercearia. Ganhando um bom dinheiro, mandou buscar o filho, que estudava na universidade, para ajudá-lo a tocar o negócio. Então alguma coisa aconteceu! O filho veio e disse: “Papai, o senhor não tem ouvido o rádio? Não tem lido jornais? Há uma crise muito séria, e a situação internacional é perigosíssima!” Diante disso o pai pensou: “Meu filho estudou na Universidade! Ouve rádio e lê jornais, portanto, deve saber o que está dizendo!” Por isso reduziu os pedidos de pão e salsichas, tirou o cartaz da beira da estrada, não ficou mais por ali, apregoando os seus cachorros-quentes. As vendas caíram do dia para a noite, e ele disse ao filho, convencido: “Você tinha razão, meu filho, a crise é muito séria!”

Você se identifica com o pai que mesmo sem a “segurança” de ser uma pessoa bem informada acreditou que fazendo o seu melhor e aproveitando as oportunidades seria possível progredir nesta vida? Quer saber mesmo, minha opinião?

Por isso, para não entrar em clima de crise, afaste de uma vez por todas, essa ideia de que o mundo vive em crise irreversível e que tudo está por ruir. Como cristãos, não somos cegos diante dos fatos, mas temos algo chamado ESPERANÇA.

Faça isto, examine as possibilidades, experimente a amar e se importar com as pessoas e verás como tua vida também será melhor e com maior sentido, pois pais e mães intercedem por nós. Tenham uma abençoada semana. Nosso endereço: Rua Lúcio Nunes Stein esquina Benjamim Constant.

Erivelton Demari – Pastor na IECLB – eriveltonsdemari@yahoo.com.br – WWW.luteranos.com.br

<

Copyright © Tribuna1.com - Todos os direitos reservados. Não nos responsabilizamos pelo conteúdo de sites externos.